Imagem capa - 5 DJ's da ballroom para conhecer por House Of Raabe

5 DJ's da ballroom para conhecer


O dj tem uma função muito importante numa festa: agitar. Agitar através das suas seleções de músicas e suas mixagens, escolhendo o que entregar dependendo do seu público. E dentro da ballroom não seria diferente, o que seria de uma batalha de old way sem um beat para essa categoria? 

Citando o coletivo COBTV em sua matéria sobre dj's : " “O Som da Ballroom” é ali das décadas de 70, 80 e 90. É a partir dessas músicas que tudo começou e de onde vieram os principais samples característicos da Ballroom que, através de décadas, ressignificou o som de toda uma cultura gerando diversos remixes e releituras. [...]

Ao longo dos anos algumas músicas se tornaram específicas de determinadas categorias nas Balls e várias são usadas até hoje!" Clique aqui para ler a matéria completa

A cena brasileira está num momento muito importante de expansão e consolidação e, enquanto comunidade, é importante olharmos cada vez mais para cada núcleo que compõe a ballroom e quem são as pessoas que têm fomentado. Afinal, nem todes são voguers né? 

Listamos abaixo cinco nomes de djs da cena brasileira, mas é importante dizer que os nomes colocados aqui não foram avaliados e colocados como um “topo”, esta matéria é apenas para difundir e acrescentar no crescimento da nossa comunidade.

Vamos lá?



EVEHIVE Om Cosmos, o Som 




Evellyn Tavares é carioca fluminense, nascida em São Gonçalo e reside atualmente em São Paulo. Faz parte da Bandida Coletivo (SP) e da Casa de Cosmos ( Kiki House of Cosmos), além de DJ residente e uma das produtoras da festa lés/bi Velcro Livre e ter seu próprio projeto de selo e festa, a Global Kunt. 

O trabalho como Produtora Musical e DJ a levou a tocar em importantes eventos dos dois estados que transita, também passando por mesas de conversa em eventos de Produção Cultural promovidos na UFF Niterói por dois anos seguidos e em São Paulo tocou e fez parte da produção da programação na Virada Cultural com a festa Velcro e Bandida, tocou no SP na Rua e Casa Natura Musical, além de festas populares como BATEKOO, Heavy Baile, after de festivais como Lollapalooza e shows de artistas como Linn da Quebrada, Jup do Bairro e o after do show da Azealia Banks no Rio de Janeiro; entre outros eventos de marcas de roupas e bebidas.

Sua estreia como produtora foi no selo Bruk Broken Beats, onde lançou "XVSC" (2016), primeira faixa em parceria com BADSISTA e "Serasse" (2017), sua primeira faixa solo. Logo após lançou um edit da sua música favorita do LSDXOXO, "Love Taps" (2018) e, a convite da xxiiibeats (Portugal) lançou "CALINA" (2018), faixa bem recebida nas pistas européias. 

Foi aproximadamente em 2015 que conheceu e se apaixonou pela sonoridade baltimore club e ballroom vogue, acrescentando o ritmo em seus sets, desde então segue lançando Vogue Beats e remixes direcionados para performances, batalhas e treinos de dança pelo seu selo e festa Global Kunt, onde também toca e produz kiki balls na cena ballroom carioca em parceria com o também DJ e Produtor Musical, b o u t.


Eve soltou os Beats das 12 categorias da kiki Pajuball na casa Natura SP (2019) e também teve oportunidade de tocar na cena Mainstream, sendo duas Xtravaganza's Ball (2019), uma no Rio e uma em São Paulo; tocou em algumas categorias da Fronteiras Ball (2019) feita pela House of Ninja no Rio e na Ball anual Vera Verão (2019) realizada pela House of Zion em SP. No período de pandemia tem feito DJsets da Twitch e Instagram; participou da batalha de Beats do BH Vogue Fever, e também fez a curadoria das categorias da kiki Ball Afrodiaspórica Online (2020) realizada pelo coletivo AMEM."


Clique aqui para acessar o SoundCloud de Evehive



  • DJ Orí Black Velvet 



O primeiro contato em 2018 veio pelas balls da Caliandra na Universidade de Brasília, e no dia 20 de novembro de 2018, no feriado da Consciência Negra aconteceu a segunda edição da "Kiki Ball Afrodiaspórica" em São Paulo e entrou na categoria baby dançando a estética Old Way. No primeiro semestre de 2019 oficializou sua entrada na Kiki House Of Black Velvet se tornando o primeiro filho do capítulo Distrito Federal, logo sua atuação na cena DF começou a ser maior participando como júri no "Baile de Formatura", dia 19 de agosto de 2019, realizado pela Casa da Olfenza e dia 27 de setembro na ball "Plantasia" também realizado pela Casa de Olfenza. Em novembro de 2019 a Kiki House of Black Velvet foi convidade para o festival Afropunk para realizar uma performance com o dj MikeQ (EUA) .


Em janeiro de 2020 teve sua estreia como DJ na "Ball de Verão" da Kiki House of Mamba Negra e no final do mesmo mês, dia 31, tocou na "Primeira Ball" produzida pela COB.TV. No mês de fevereiro foi dj no mini bloco ballroom de carnaval "Vai Lacraia", 13 de julho foi dj no after da ball semanal realiazada pela COB.TV, 24 de julho foi dj no evento "Pajuball" realizado pelo Coletivo Amem, 28 de novembro foi jurado da "Kiki ball Afrodiaspórica". 

Em 2021 participou da "Live In Casa de Verão" especial "POSE" com DJ Nyack e Dj Úrsula Zion.


Clique aqui para acessar o SoundCloud de DJ Orí



  • DJ Dann Odara



Apaixonado por música, dança e instrumentos musicais, deu início em sua carreira como DJ em Setembro de 2016, apresentando-se pela primeira vez no StockBar em Limeira. DANN é conhecido por seus looks autênticos e por suas referências musicais,trazendo consigo sua causa e luta com o povo preto.

Fundou em 2017 a Social Fest Convento e participou como produtor de três edições. Residente das festas Paradise (2017-2018), Quase Loka (2018) e Delírius LGBT (2019). Produtor e DJ residente da festa Ultrapop em parceria com a Luuv Club Campinas. Produtor Cultural e Comunicador do Projeto Corre da Paz pela Bons Ventos Produtora em parceria com a FEAC. Produtor Executivo e Coordenador de Comunicação do Projeto Tenda Vogue contemplado pelo Proac pelo Edital 33/30 Coordenador de Comunicação do Projeto Ballroom em Cena contemplado pelo Porac pelo Edital 15/20.


Abriu shows de artistas da cena LGBTQIA+ como Linn da Quebrada, Lia Clark, Romagaga, Kako Ferreira e Sasha Zimmer. Dann também já tocou nas Paradas LGBTQIA+ das cidades de Campinas, Hortolândia, Indaiatuba, Jundiaí, Piracicaba, Limeira, Salto, Itu e Sorocaba.

Na cena ballroom é Príncipe da Kiki House Of Odara e seu nome é Kaim. Caminha nas categorias Face, Sex Siren, Best Dressed e estuda elementos de OId Way e Vogue Femme. Kaim é ativo na cena ballroom desde 2018 onde participava enquanto 007 sendo um dos únicos DJS de Campinas a tocar nos bailes do interior de São Paulo. Dentre essas balls: Ultrapop Ball (2018), Oscar Ball (2018), Cabaré das Bitchx (2019), Jingle Baile (2019), Porn Ball 2.0 (2019), Sorocaba em Chamas (2019), Carna Ball (2020). Está em busca do conhecimento de produção dos beats vogue e investe seu tempo/espaço compartilhando e trocando com djs da comunidade. 


Clique aqui para acessar o SoundCloud de DJ Dann



  • Clementaum Harpya


CLEMENTAUM é dj e produtora de Curitiba, além disso também faz trabalhos como modelo, broadcaster, e designer de moda.

Seus sets e produções não possuem limitações, suas referências são a música pop mundial, elementos da cultura ballroom, ritmos latinos envolvidos com a música eletrônica, e tudo que caminha junto a esses universos. 

Clê tem em suas pesquisas musicais o voguebeat desde 2017, aprofundando seus dj-sets e suas mix com demais elementos sonoros que fazem parte da cultura ballroom.

Em 2018 Clê tocou em eventos de Curitiba(Sexta Black e Dascuh) onde tiveram como proposta experimentos da cultura ballroom com categorias abertas para o público. Mas em Janeiro de 2020 foi uma das produtoras e também DJ da Clímax kiki ball da House of Harpya, organizada pelo capítulo da Kiki House na cidade, a primeira kikiball organizada por uma house em Curitiba, além de ter sido dj caminhou na categoria best-dressed, e assim sendo convidada para ser membra da Kiki House of Harpya.


Também produzia festas como PUT*IADA.(Techno, funk e outras vertentes) BOOMBOOMGINGA(351)(bassmusic e trap) e co-produtora da DLY - Dance Like Yourself(Paradis Club)(ritmos dançantes, hiphop, house, dancehall etc). 

Já dividiu cabines, palcos, lives e sessions com Azealia Banks, Luísa Sonsa, Dream Team do Passinho, Mel, Danna Lisboa, Boombeat entre outros nomes.

Clê também trabalhou diretamente em 2018 nos shows do Aka Rasta e trabalha desde 2018 com Siamese em Curitiba como dj dos artistas.

Já viajou para mais de 13 cidades, e 5 estados mostrando o seu som ALAAAAÁ.


Clique aqui para acessar o SoundCloud de Clementaum

 


  • Henrique Zathura



  •  

No início de 2019, começou a participar de treinos livres e gratuitos de vogue e ballroom feitos pelos pioneiros Pará 007, Legendary Prada Revlon e Renard Bayonetta. Foi experimentando e vivenciando possibilidades totalmente diferentes com o seu corpo e compreendo a cultura ballroom e a energia que emana de corpos dissidentes e LGBTQIA+ na prática. Antes já pesquisava a teoria da cultura ballroom associando-a às artes visuais e a Arte Queer estado-unidense , pesquisando através de pequenos artigos em inglês, documentários como Paris is Burning e How Do I Look? . Como grande admirador da música queer eletrônica dos anos 70, 80 e 90. Sempre possuiu influências nos seus sets como DJ na cidade de Belém tocando em diversas festas e boates alternativas na cidade e viu a possibilidade de produzir no mesmo ano após as práticas de ballroom uma Ball para todes que integravam o Projeto Belém is Burning e para aqueles que queriam finalmente ver de perto e adentrar esta.

As Balls adentravam juntamente a festa PROFUNDA que teve 3 edições. E produziu 2 mini balls: A STRIKE A POSE BALL e BURNING BALL. A Profunda foi uma festa com a consciência de reviver a house music, disco e dance Music, lembrar que são estilos que pertencem a cultura LGBTQIA+.

Em 2020, idealizou inicialmente o canal da Ballroom Pará, perfil de registro e conteúdo Ballroom da cena Paraense e de Belém. Como DJ e Host atuou na STRIKE A POSE BALL (2019) e BURNING BALL (2019), BALL DO NORTE (2020), primeira ball online feita pelo zoom no Brasil, a ball foi a união das cenas do norte do país. Produzida pela Ballroom Pará e Ballroom Manaus. Desde 2020 vem pesquisado mais as categorias de Chant, atuando como chanter na BALL DO NORTE (2020) e VOANDO PRO PARÁ BALL (2020) promovido pelo Prince Denys Maniva.

Além de DJ e Chanter, caminha nas categorias Old Way, Twister, Sex Siren, Commentator vs. Commentator, Arms Control.

Clique aqui para acessar o SoundCloud de Henrique Zathura


  • Conhece algume dj? É dj? Deixe um comentário indicando alguém para as próximas versões dessa matéria e nos ajude a difundir cada vez mais a galera que está fomentando a cultura!


______________________________________________


Texto e pesquisa: Raissa Santos

Redação e Supervisão Editorial: Caroline Frizeiro e Karoline Lima (Raabe).